Rick Garcia
Diretor comercial
x
Olá, tudo bem? Obrigado pela visita! Como podemos ajudar?
Conversar com Rick

The Crown: quatro momentos para aprender com a relação entre a família real e a imprensa britânica

Assessoria de imprensa
July 20, 2021

The Crown é um grande sucesso da Netflix. Com dez indicações ao Emmy 2021, o drama histórico que acompanha as relações familiares e políticas da coroa britânica chegou ao seu auge, até então, com a 4ª temporada (2020). Os 10 episódios mais recentes mostram o conturbado casamento entre o Príncipe Charles e Lady Diana (talvez o momento mais esperado pelos fãs). Para os profissionais do jornalismo, o que a série tem de peculiar e se repete desde a primeira temporada é a relação também conturbada entre a coroa britânica e a mídia. O que vale também para a assessoria de imprensa.

Mas o que é possível aprender sobre a família real e a imprensa britânica? Listamos aqui quatro pontos importantes da série para levar para a rotina de trabalho da imprensa. Alerta 1: aqui analisamos as questões expostas na trama. Não abordamos se os fatos da série são reais ou fictícios. Alerta 2: contém spoilers.

1 - O perigo da informação em off

The Crown mostrou na 4ª temporada divergências políticas entre a rainha Elizabeth II e a então primeira ministra Margaret Thatcher sobre o aparthaid da África do Sul - enquanto a rainha era favorável às sanções ao país, a premiere era contrária. Isso sempre foi desmentido pelo Palácio de Buckingham. Mas, na época, os jornais britânicos estamparam essa divergência após uma suposta fonte ter vazado a informação em off para um jornalista. A série mostra que a fonte seria um conselheiro real, que foi demitido.

O vazamento teria trazido grande descontentamento por parte da primeira-ministra. E esse episódio mostra o quanto uma informação em off pode causar transtornos, além da necessidade de uma boa assessoria de imprensa precisar ser acionada o quanto antes. É importante estar alerta para contornar crises com vazamentos de informações sigilosas. Em resumo, o off nem sempre fica off. Melhor buscar formas oficiais de posicionamentos.

2 - Bom relacionamento com a imprensa

A 3ª temporada abordou, em uma sequência de episódios, o descontentamento exposto na imprensa com os privilégios da coroa britânica em meio à crise do país na década de 1970. A saída encontrada pelo príncipe Philip foi a realização de um documentário sobre a suposta vida comum da realeza. O filme rendeu mais reportagens negativas, feitas, em especial, pelo jornalista John Armstrong. O repórter foi chamado para entrevistar a princesa Anne, irmã de Charles, em mais uma tentativa de melhorar a imagem da coroa. Ele aceitou o convite, mas a entrevistada foi a princesa Alice, mãe de Philip. A reportagem inesperada rendeu boa visibilidade à família real, pela exposição da vida sofrida de Alice.

O jornalista teve o furo de reportagem que precisava. E a família real ganhou a simpatia que tanto queria. Isso ensina o quanto ter bons contatos e manter o bom relacionamento com a imprensa pode ser decisivo para amenizar crises.

3 - Conte sempre com o inesperado

The Crown expõe o quanto o Palácio de Buckingham pode ser surpreendido pela cobertura midiática após suas decisões. Na 1ª temporada, o relacionamento entre a princesa Margaret e Peter Townsend e a popularidade do casal causaram desconforto. Afinal, a recém empossada Rainha Elizabeth e seu marido, Philip, é quem deveriam estampar as capas dos jornais. O mesmo aconteceu na 4ª temporada, quando o frenesi em torno de Lady Diana ganhou proporções inesperadas. O desconforto ficou por conta de Charles, o ainda futuro rei, ficar apagado ao lado da princesa nas viagens oficiais.

Ainda que a cobertura da imprensa tenha sido positiva na série sobre os dois assuntos, não era exatamente o que a realeza esperava. Sinal de que as decisões institucionais não foram muito acertadas. O que fazer nesse caso? Relações públicas e assessoria de imprensa precisam agir rápido para que a imagem seja consertada. A mensagem correta precisa ser transmitida, sem que os atritos internos sejam expostos. Algo que nem sempre foi feito pelo Palácio, segundo a série.

4 - A imprensa pauta (e influencia) o institucional

Na 2ª temporada de The Crown, um episódio é marcado por um editorial que critica a rainha e pede a modernização da família real. O texto foi feito por John Grigg, 2º Barão de Altrincham. O editorial foi seguido de uma entrevista para a TV sobre o assunto. Apesar de causarem espanto pela coroa, com o tempo os apontamentos foram aceitos pela rainha Elizabeth que chamou Grigg para conversar. A soberana aceitou algumas das sugestões. Isso mostra que nem sempre uma crítica da imprensa pode ser vista com tanto espanto. A assessoria e os clientes podem pegar o melhor do que foi dito, se adaptar e mostrar as mudanças. Afinal, estar disposto a melhorar é sempre um bom sinal. Algo que pega bem para a imprensa e apaga incêndios.

Quer contar com uma estratégia de assessoria de imprensa assertiva? Aqui na MAVERICK 360 temos profissionais capacitados para traçar a melhor estratégia e tornar o seu negócio uma referência no mercado.

Entre em contato:

contato@maverick.com.br

+55 41 99980-9009

+55 41 99954-7416

Rodrigo Batista

Jornalista e assessor de imprensa da MAVERICK 360

Cadastre-se em nossa newsletter e receba apenas conteúdos para que o seu negócio vire referência no mercado.

Home