Rick Garcia
Diretor comercial
x
Olá, tudo bem? Obrigado pela visita! Como podemos ajudar?
Conversar com Rick

Branding x logotipo: entenda quais são as diferenças

Branding
August 12, 2020

Mas afinal de contas, minha empresa precisa de um logotipo ou de um trabalho de branding? Fiz a minha logo com uma empresa no ano passado, e eles me entregaram no mesmo dia. Mas agora ela não funciona mais, está desatualizada e não gera identificação com os conceitos que quero passar. O que eu faço?

Essas duas perguntas são indagações que ouvimos com frequência por aqui e aí está um dos grandes desafios para os profissionais de marketing que trabalham com branding de verdade. Até porque, afinal de contas, as marcas da Apple, BMW ou Nissan, por exemplo, não se criaram da noite para o dia, não é mesmo?Aqui na MAVERICK 360 a gente não cria só logotipo, a gente oferece branding. E abaixo explicamos o motivo.

De maneira resumida, podemos dizer que o logotipo é o símbolo que representa tudo aquilo que a empresa é. Ele precisa reunir o máximo de conceitos sobre o negócio, traduzidos de maneira gráfica. 

Para ficar mais prático, vamos dar um exemplo. Duas marcas muito tradicionais recentemente reformularam seus logotipos: a BMW e a Nissan. Ambas mudaram e modernizaram seus logos, tornando-os mais atualizados. Há quem diga que a BMW, em 103 anos de história, fez a mudança mais radical, abandonando o tradicional e secular fundo preto, que passou a ser vazado e as linhas, elementos circulares e letras ganharam o tom branco. O logotipo perdeu o efeito 3D, entrando na onda de modernidade e acompanhando os ícones de aplicativos, em um plano mais chapado, que tanto fazem parte do cotidiano da população.

A questão central é que, por mais indispensável que um logo seja, ele não pode ser o único responsável por transmitir o valor da marca. Ele é apenas um dos elementos que compõe a identidade visual. Quando falamos em branding, inúmeras possibilidades surgem: pesquisas quantitativas e qualitativas, identidade visual, cores, fontes, grafias, linguagem, tom de voz, padrão de comunicação nos mais diversos canais utilizados, identificação das percepções do público com relação à marca e uma série de outros fatores.

Voltando ao exemplo da BMW, ainda podemos falar que, no caso deles, a evolução no logotipo provavelmente trouxe mudanças também no branding e em todo o conjunto de elementos que compõem a identidade visual da marca. Outro exemplo muito recente de modernização de logo foi o da Nissan, que seguiu a mesma tendência da BMW, apostando no modelo retrô flat (saiba mais clicando aqui). Para se ter uma ideia do tamanho do processo e do tempo levado, se considerarmos uma marca do tamanho da Nissan, o redesign começou a ser estudado em 2017 e só foi oficialmente apresentado em julho de 2020 (neste mês). Ou seja, o processo não é simples e nem fácil.

Todo o trabalho que define as melhores escolhas para os padrões e comunicações da marca, aplicado nos diferentes canais e meios, é chamado de branding. Ele é a pesquisa, estudo e criação em que todo o conceito da marca é construído e transmitido ao mercado, seja por meio do discurso, posicionamento, ou identidade visual.

Aqui vale um gancho: em três anos de estudo, você já imaginou quantos pontos e escolhas a Nissan levou em consideração até sua nova identidade vir a público? Quanta pesquisa foi feita? Quantas dezenas ou centenas de versões foram criadas e aprimoradas? Claro que adaptamos os processos para a realidade do mercado de PMEs e conseguimos oferecer um estudo aprofundado em poucas semanas, resultando em uma marca com conceitos sólidos capaz de resistir ao tempo onde, mesmo que hajam atualizações após uma década de vida, os princípios conceituais básicos sempre estarão presentes na linha cronológica do logotipo. Ou seja, nosso objetivo é criar marcas atemporais. Já pensou em como sua marca será reconhecida daqui a 10 anos? Planeje agora.

https://www.agenciamaverick.com.br 

contato@agenciamaverick.com.br

+55 41 99980 9009⠀

+55 41 99954 7416⠀

Rick Garcia - sócio-diretor da MAVERICK


Overview