Rick Garcia
Diretor comercial
x
Olá, tudo bem? Obrigado pela visita! Como podemos ajudar?
Conversar com Rick

Aviso importante: redes sociais NÃO SÃO GRATUITAS para sua empresa

Marketing Digital
November 26, 2020

É isso mesmo que você leu no título deste texto: as redes sociais não são gratuitas para sua empresa. Calma, nós vamos explicar os motivos. As plataformas são sim um caminho para estar onde o seu público-alvo e clientes estão. Porém, se o objetivo da sua empresa é converter, expandir o público, atrair seguidores e conquistar mais clientes por meio dos canais, existem duas coisas que você precisa fazer: entregar conteúdos de qualidade e investir em anúncios.

Constantemente as redes sociais mudam e aprimoram a maneira como entregam conteúdos aos usuários. E quando falamos de redes sociais queremos dizer todas elas: Facebook, Instagram, YouTube, LinkedIn, Pinterest, Twitter, etc. O processo de exibir postagens aos usuários é baseado em algoritmos que levam em consideração uma série de fatores e cruzam diversos dados, tanto de quem cria o post, como de quem recebe.

Dados e alcance orgânico

Para se ter uma ideia a taxa de entrega, ou alcance orgânico, estimada de um conteúdo publicado é de, no máximo, 10%. Ou seja, se você tem 5 mil seguidores no Instagram, por exemplo, somente 500 pessoas vão ver, de maneira orgânica, o post. Caso o perfil seja empresarial, esta taxa pode cair ainda mais.

Veja a lista com cinco motivos pelos quais sua empresa deve anunciar nas redes neste link.

E qual é o motivo disso? Simples, assim como qualquer empresa, as plataformas das redes sociais são controladas por companhias que visam o lucro. Por isso, elas são gratuitas somente para o usuário final que não quer tirar nenhum proveito delas a não ser o oferecido a eles: conexão com amigos, envio de mensagens, acompanhar empresas e canais que lhe interessem e interagir com o seu público de maneira pessoal. Além disso, a gratuidade para o usuário final vem acompanhada de duas moedas de troca muito importantes:

        1. Dados e informações pessoais: embora protegidos pela lei de privacidade, as regências legais que normatizam a internet ainda têm muito a evoluir. Então, para fazer parte destas plataformas, o usuário disponibiliza uma série de informações aos desenvolvedores: dados pessoais, gostos, imagens, quantidade de tempo que passa na plataforma, quanto e quais stories vê, localidade, interesses, dentre uma infinidade de outros.

        2. O usuário é o produto: sim, todos os perfis pessoais em redes sociais são produtos. Afinal de contas, para quem as plataformas vão mostrar os anúncios e vender publicidade se não tiverem uma audiência massiva, com possibilidade de segmentação e condensada em um só lugar?

Ademais, outro detalhe importante é que o público das redes não é seu ou da sua empresa. Ele é da plataforma em questão. Se sua empresa desativa a conta mantida nas redes, com certeza mais da metade do público da página vai se perder. Por isso, sempre aconselhamos estratégias de inbound e outras online relacionadas ao marketing digital para trazer este público para dentro da página da empresa, tornando-o lead e contato na base própria da companhia.

Existem, basicamente, duas moedas de troca com as redes sociais que podem ser utilizadas para uma melhor performance: produção de conteúdo de qualidade e em quantidade e, por vezes ainda mais eficiente que a primeira, o investimento monetário em anúncios. Estas publicidades podem ser segmentadas de diversas formas e, inclusive, direcionadas somente aos seus seguidores, se o objetivo for uma campanha específica para eles.

Entenda as diferenças de um post orgânico x patrocinado no artigo completo no nosso blog clicando aqui.

Melhorando o alcance orgânico

Agora que você já está convencido que as redes sociais não são gratuitas para quem quer tirar algum proveito delas: seja aumentar o público, converter, melhorar o branding, reforçar a marca ou alcançar uma parcela maior de público, claro que existem algumas dicas que podemos lhe dar para melhorar, um pouco, o engajamento e alcance do conteúdo orgânico.

A primeira dica e mais importante é algo que permeia todas as ações de marketing: conheça seu público. Entenda as necessidades, problemas, desejos, dores e gostos dos seus seguidores, desta forma, o conteúdo é muito melhor direcionado para que possa gerar interesse.

Depois, é importante entregar conteúdos com frequência, qualificados, de valor e que despertem o interesse dos seguidores. Além disso, o mais adequado é produzir de maneira direcionada para o foco de cada plataforma. Por exemplo, o Instagram é uma rede extremamente visual, então usar imagens coerentes e atrativas é essencial. Já o Twitter, requer copys chamativos e poder de resumo, com links para que o público clique se quiser saber mais.

Outro ponto que deve ser levado em consideração é a interação: crie vínculo com os seguidores da sua marca. Interação gera interação e, quanto mais curtidas, comentários, compartilhamentos e mensagens na sua página, mais o algoritmo das redes vai entender que seu conteúdo é importante.

Por fim, outros recursos disponíveis que ajudam: uso de hashtags, lives, stories, reels e integração com outras redes sociais.  

Quer criar ou melhorar as redes sociais da sua empresa? Manda uma mensagem para a MAVERICK 360 no site www.agenciamaverick.com.br ou entre em contato:


contato@agenciamaverick.com.br

+55 41 99980 9009⠀

+55 41 99954 7416⠀


Fabíola Cottet 

Sócia-diretora da MAVERICK 360

Cadastre-se em nossa newsletter e receba apenas conteúdos para que o seu negócio vire referência no mercado.

Home